Luís Antero | Gravações Sonoras de Campo (Field Recordings)


 

VISEU

ARQUIVO SONORO DA RUA DO ARCO, RUA DO ARRABALDE e LARGO DA FEIRA

Através da prática de gravações sonoras de campo (field recordings), procurei, em cada um destes espaços, os sons do presente, as dinâmicas sonoras do quotidiano, o movimento perpétuo dos sons, mas igualmente os sons da memória ligados a estes lugares, através do testemunho oral de quem aqui trabalha, habita ou deambula. Procurei, em suma, através do som, dos marcos e paisagens sonoras desta zona da cidade de Viseu, espelhar criativa e artisticamente a sua identidade social e urbana.

Este trabalho de arquivo e documentação sonora fez parte do programa Invisible Places, Sounding Cities, na edição de 2014 dos Jardins Efémeros.


http://invisibleplaces.org/

http://www.jardinsefemeros.pt/


1. Estas Ruas Têm Voz | These Streets Have a Voice

Instalação sonora presente num dos antigos armazéns da Casa Sena, na Rua do Arco, entre 11 e 20 de julho de 2014.

Partindo do arquivo documental sonoro das ruas do Arco e Arrabalde, assim como do Largo da Feira e zona envolvente ao rio Pavia, na cidade de Viseu, constrói-se uma instalação sonora. Através da prática de gravações sonoras de campo (field recordings) procurou-se, em cada um destes espaços da cidade, os sons do presente, as dinâmicas sonoras do quotidiano, o movimento perpétuo dos sons, mas igualmente os sons da memória ligados a estes lugares, através do testemunho oral de quem aqui trabalha, habita ou deambula. Nesta instalação, situada na Rua do Arco, num dos antigos armazéns da Casa Sena, através da arte dos sons, dos marcos e paisagens sonoras desta zona da cidade de Viseu, procura-se espelhar criativa e artisticamente a sua identidade social e urbana. 

Starting from the sound archive of the streets Arco and Arrabalde, as well as the main square and surrounding area of Pavia River in the city of Viseu, Luís Antero creates a sound installation composed by field recordings made in these areas of the city. In his recordings, he searched for the sound dynamics of everyday life, the perpetual motion of sounds, but also the sounds of memory connected to these locations through the oral testimony of those who work here, or simply dwell. This sound installation reflects the social and urban identity of these ancient streets.

 

2. Passeio Sonoro Guiado | IPSC/JE14

O passeio sonoro guiado que aqui se apresenta teve inicio na Rua do Arco, passou pela feira semanal de Viseu, no Largo da Feira e subiu depois pela Av. Emídio Navarro, na companhia do historiador Luís Fernandes (é ele quem nos guia) e da curadora dos Jardins Efémeros, Sandra Oliveira.
Através deste passeio sonoro, ficamos a conhecer melhor a história destas artérias da cidade de Viseu e das artes e ofícios nelas ainda presentes.
Em plena feira semanal, oportunidade ainda para contactar com os habituais e tradicionais pregões de alguns dos vendedores que ali marcam assiduamente presença.

Este passeio sonoro guiado constituiu a base de todo o trabalho desenvolvido nesta zona da cidade de Viseu, no âmbito da minha proposta artística para os Jardins Efémeros 2014, que decorreram na cidade de Viriato, entre 11 e 20 de julho de 2014.

 

3. Pormenores Sonoros da Cidade/Sonic Details of the City | IPSC/JE14

Estas duas peças sonoras, divididas cronologicamente, resultam da oficina de gravações sonoras de campo “Pormenores Sonoros da Cidade” que realizei no âmbito do programa Invisible Places, Sounding Cities, na edição de 2014 dos Jardins Efémeros, na cidade de Viseu.

Com inicio no claustro pequeno do Museu Grão Vasco, a oficina desenvolveu-se depois pela zona envolvente deste e artérias do casco histórico da cidade de Viseu, espelhando acusticamente as suas paisagens e marcos sonoros quotidianos.

Estas peças foram produzidas com os sons originais e inalterados, gravados pelos participantes durante as 3 sessões desta oficina. A todos, o meu muito obrigado.

Estão incluídas nestas duas peças sons provenientes das instalações sonoras “Respiro”, da dupla @c, de Pedro Tudela e Miguel Carvalhais e “Echo Meditation”, dos hands on sound, formados por Jean Paul Herzer e Max Kullman. 

Gravações realizadas por: Solange Lima, Pedro Marta, Nuno Mateiro, Sofia Ferreira, Kelly Martins, Anabela Duarte, Carlos Cravo, Mafalda Lopes, Margarida Nunes, Juliana Reis, Carlos, Carlos Vieira e Duarte Santos

 

 

Make a Free Website with Yola.